Racismo: um mal na sociedade

Ultimamente, tenho visto na internet muitas pessoas falando sobre o racismo e de como ele pode afetar o psicológico de alguém, trazendo sérios prejuízos à pessoa, e, portanto, sendo um comportamento reprovado. Por isso, resolvi dar a minha opinião. De acordo com as fontes pesquisadas, o racismo é definido como preconceito e discriminação com base em percepções sociais baseadas em diferenças biológicas entre os povos. Sobre a definição de racismo, há muitas formas de entender este ato perverso. Um caminho é incluir formas não intencionais de discriminação, como aquelas baseadas em estereótipos raciais, suposições sobre a preferência ou capacidade de outros, ou formas simbólicas e/ou institucionalizadas de discriminação, tais como estereótipos raciais disseminados pelos meios de comunicação.




Agora vou contar uma história que eu presenciei com minha colega de classe. Tínhamos entre 6 e 7 anos, quando uma das meninas da minha sala resolveu levar um esmalte de cor preta para a escola, para pintar a unha das meninas. Tinham 8 meninas ao todo e ela pintou a unha de todas, mas quando chegou na Isabela (uma menina preta) ela disse que não ia pintar a unha dela, pois ela já era preta, todas as meninas começaram a zombar dela, menos eu, pois sempre fui ensinada pelos meus pais que o racismo é errado. Como ela era minha amiga, contei para a professora o que tinha acontecido, mas ela me disse que “deveria parar de ser implicante”, pois, “a gente era criança e aquilo não tinha nada demais”. Fiquei indignada, porém, não fiz mais nada a respeito. Hoje, eu vejo o quanto aquele acontecimento foi errado.

Diga “não ao racismo”! Até hoje, milhares de pessoas morrem no Brasil por causa da cor de sua pele. Isso tem que mudar! Vidas negras importam! Segundo o DataSus, a população negra tem 2,7 mais chances de ser morta do que pessoas brancas. Entre os jovens brancos de 15 a 29 anos, a taxa de mortalidade em 2017 foi de 34 óbitos por 100.000 habitantes. Entre os negros e pardos, 98,5 pessoas por 100.000 habitantes foram assassinadas. Mesmo assim, ainda tem gente que diz que o racismo não existe. Segundo Nelson Mandela, “ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar”. Eu concordo com essa frase: o racismo ainda é um grande mal para a sociedade.

...



Aluna: Yasmin Brandt

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo